Google Ads Para Médicos

Você já sabe da importância do Google Ads para médicos? Pois é, muitos médicos querem aparecer rapidamente na primeira página do Google e para isso precisam utilizar o Google Ads.

Existem duas opções para você aparecer nas primeiras posições das pesquisas no Google: de maneira orgânica, quando o próprio Google te coloca lá, por meio de técnicas de SEO com produção de conteúdos, e por meio do Google Ads, que é a melhor opção para médicos que estão começando suas estratégias de marketing médico e não podem perder muito tempo nesse processo.

O primeiro ponto que, como especialistas de marketing digital para médicos, sempre gostamos de reforçar é que 90% dos usuários não estão prontos para comprar nada.

Mas o que isso quer dizer? Essa informação é relevante porque esquecemos que nossas pesquisas nem sempre indicam que procuramos um médico.

Uma pessoa que procura a palavra emergência médica na internet, provavelmente está em um momento de contratação, uma vez que essa palavra mostra um certo nível de urgência, isso deve representar no máximo 10% das pesquisas realizadas, e os 90% estão apenas procurando informação, e é aí que está a grande fonte de receita do marketing digital para médicos.

Se você é um médico e deseja ser encontrado por essas pessoas, nada melhor do que aparecer em destaque no Google. E você consegue isso rapidamente através do Google Ads, que é a plataforma de publicidade do Google.

Como usar o Google Ads?

Todos os usuários que fazem buscas deixam rastros e esses rastros dizem muito sobre estarem próximos ou distante do processo de contratação ou se tem ou não o perfil do seu consultório médico.

Isso é fundamental para entender como se posicionar no Google porque a concorrência é muito grande e as pessoas geralmente só ficam na primeira página de resultado de pesquisas, que por sua vez, mostra apenas 10 opções de sites.

Sendo assim a disputa de SEO é cada vez mais complexa e mesmo se você tiver muito conteúdo relevante, ainda assim vai ser muito difícil alcançar este objetivo de maneira orgânica.

Temos exemplos de clientes que já conseguiram isso, mas sabemos que dá muito trabalho e pode levar muito tempo e isso é um padrão mundial e deve ficar cada vez mais difícil, porque o conteúdo já é visto como uma forma de publicidade.

Por isso foque então nos rastros. Você vai poder entregar a informação a partir dos rastros que o potencial cliente deixou. Para isso mapeie as principais dúvidas dos clientes que você quer alcançar.

Um dermatologista, por exemplo, especializado em tratamentos de rostos, quais são as dúvidas mais comuns a partir desse problema. Faça uma relação de todas as dores que esse potencial cliente pode ter ou já teve. Nesse mapeamento você vai entender quais as palavras chaves que você deve comprar relacionadas a esse problema.

Essa informação que você identificou vai gerar uma analogia com outras dores, gerando outros conteúdos relacionados e nesse momento o usuário que acessar seu site vai entender que você é uma autoridade no assunto e que consumir o seu conteúdo é relevante.

É nesse ponto que você deve iniciar uma ação e pedir o email ou contato deste visitante, incluí-lo em uma lista ou newsletter, tudo com base na sua estratégia de marketing médico ou atuando de forma mais agressiva, estabelecendo contato direto por telefone ou whatsapp.

A partir do consumo dessas informações e com outros conteúdos relacionados com o problema, crie um fluxo de conteúdos relacionados para comprovar sua autoridade e iniciar um relacionamento.

Lembre-se de que este é o tradicional processo de Inbound Marketing, e dependerá da sua decisão seguir por este caminho ou adotar outra metodologia.

O ponto chave nessa relação é que quando você pega os email dos potenciais interessados, você precisa alimentar esse provável cliente e falar daquilo que ele demonstrou interesse.

Uma vez por semana ou a cada duas semanas, crie uma rotina de enviar conteúdos relevantes de acordo com a procura. Lembre-se que ele não quer buscar o seu consultório ainda, ele quer uma informação e com isso você vai aguardar o momento certo para iniciar uma aproximação mais direta.

O que é o Google Ads?

É uma plataforma de anúncios e publicidade. Além de anúncios escritos com links, hoje ele também entrega soluções em vídeos e banners (animados ou não). Esses anúncios são exibidos no próprio buscador ou na Rede de Display, que são os sites parceiros.

Entre eles se encontra o YouTube que hoje não é utilizado apenas para entretenimento, mas também como buscador, onde o usuário procura as respostas para as dúvidas e problemas que tem.

Seja qual for a sua escolha, você encontra diversas opções para personalização. Até mesmo se você não possui grandes noções de design pois pode contar com o assistente de criação dentro da ferramenta.

Google Ads para que serve?

Essa ferramenta serve para todos aqueles que querem deixar seus sites em destaque. Sabe-se que hoje a briga pelas primeiras opções das posições orgânicas é acirradíssima, por isso é interessante focar esforços também em links patrocinados, pois dessa forma você consegue garantir que seu site será uma opção para potenciais clientes que pesquisarem sobre sua área de atuação.

Usando a plataforma, você consegue atingir o cliente no exato momento em que ele está procurando pelo seu serviço, e por um preço muitas vezes baixo, fazendo que o custo-benefício seja muito atrativo e além disso, você possui o total controle de quanto irá investir por campanha, e dos valores que serão utilizados por dia, semana, mês ou ano.

Como planejar sua campanha no Google Ads

O primeiro passo na criação de uma campanha de anúncios na plataforma para o seu consultório médico é fazer um bom planejamento. Um bom planejamento é essencial para conseguir bons resultados. Sem uma estratégia bem definida, as chances de não alcançar os resultados desejados são altíssimas.

Sem planejamento as chances de sucesso ficam muito reduzidas, para não dizer nulas. Aliás, o planejamento deve ser o primeiro passo de toda e qualquer ação de marketing e comunicação, incluindo, é claro, as ações de marketing digital.

O planejamento deve contemplar, entre outras coisas, a definição de objetivos (gerar mais contatos, tornar o consultório mais conhecido, etc), análise de cenário, análise da concorrência (ex.: como os outros médicos estão anunciando), análise do público-alvo, definição de orçamento e definição de métricas para mensuração de resultados.

Google Ads como pesquisar palavras-chave?

Essa etapa da criação da campanha do seu consultório médico é crucial para o seu sucesso pois os seus anúncios serão exibidos como resposta às pesquisas feitas por essas palavras-chave. Se você não escolher as palavras-chave certas, você receberá cliques de visitantes não qualificados, que não estarão procurando pelos tipos de serviços que você oferece.

Ou seja, visitantes com pouquíssimas chances de te contratar. Para pesquisar palavras-chave você pode usar ferramentas gratuitas como o Keyword Planner do próprio Google ou a UberSuggest, ou ferramentas mais completas como as da Sem Rush, Moz ou Ahrefs.

Seguem algumas dicas para escolha de suas palavras-chave:

  1. A não ser que você tenha uma verba alta disponível, evite usar palavras-chave genéricas como médicos, medicina, clínicas médicas, etc. porque não é possível saber qual o real objetivo de quem está pesquisando por tais palavras e você receberá muitas visitas sem qualidade alguma (pode ser um estudante procurando informações para um trabalho da faculdade, por exemplo). Resultado: desperdício de dinheiro e pouquíssimos resultados. No caso de você querer fazer uma experiência com essas palavras, uma dica é deixar claro no texto do anúncio os tipos de especialidades em que você atua.
  2. Use com muito cuidado palavras-chave de especialidades como ‘dermatologia’, ‘psiquiatra’, ‘gastro’, etc. Apesar de serem palavras-chave mais específicas, são palavras também utilizadas por quem está procurando informações genéricas sobre o assunto.
  3. Prefira sempre usar palavras-chave específicas. Recomendo a você adicionar também variações de palavras-chave do tipo singular/plural (ex.: médico/médicos, consultório/consultórios), com/sem preposição (ex.: clínica ortopedia/clínica de ortopedia) e complementos do local como, por exemplo, salvador, ba, salvador, etc. Você pode até mesmo adicionar variações com erros ortográficos (em minha opinião você só deve incluir palavras-chave com erros ortográficos se você não estiver recebendo cliques suficientes para as palavras escritas na forma correta, exceto nos casos de acentuação, pois é muito comum as pessoas escreverem as palavras sem acentos nas pesquisas).
  4. Na plataforma, dentro de um determinado grupo de anúncios, quando você clica no botão ‘+Palavras-chave’, o Google te apresenta muitas ideias.

Você precisa conhecer as opções de correspondências de palavras-chave e configurar as suas corretamente para receber as visitas mais qualificadas e não perder dinheiro.

Correspondência Ampla

A correspondência ampla abrange plurais, erros gramaticais, sinônimos e frases que contenham a palavra-chave escolhida. Um exemplo de correspondência ampla seria o termo consultório médico. Se um usuário digitasse cursos de medicinamedicina, ou como abrir um consultório, seu link poderia aparecer como sugestão em todos os casos, mesmo não sendo a intenção do anúncio.

Correspondência de Frase

Usando o mesmo exemplo anterior, se acrescentássemos aspas no termo consultório dermatologia, o anúncio seria exibido apenas para pesquisas que constassem esse termo exato, podendo ter palavras antes ou após e aceitando erros gramaticais e plurais nas pesquisas. Nesse caso, retornariam o anúncio pesquisas como consultório dermatologia em São Paulo ou onde encontrar consultório dermatologia, por exemplo.

Correspondência Exata

O último tipo de correspondência existente é a exata, e como o nome já diz, retorna resultados apenas se o usuário escrever exatamente a palavra-chave escolhida, sem erros gramaticais ou sem mudanças para plural ou singular. Para configurar correspondências exatas, é necessário colocar a palavra-chave entre colchetes, [clínicas de dermatologia no rio de janeiro], seguindo nosso exemplo.

O ideal é não usar apenas um tipo de correspondência, e sim testar vários tipos, abrindo grupos de anúncios e entendendo quais funcionam melhor para seu negócio.

Adicione as palavras-chave negativas

Tão importantes quanto as palavras-chaves positivas, as palavras-chave negativas indicarão quais termos você não deseja ligar ao seu negócio. Elas servem para informar ao Google quais palavras não devem ser acionadas às suas campanhas quando pesquisadas pelo usuário.

Termos como gratuito, grátis, de graça, escola, cursos são bons exemplos de palavras-chave negativas para consultórios médicos.

Uma boa forma de encontrar quais palavras-chave negativas se adaptam melhor às suas campanhas é analisar os relatórios do próprio Google Ads. Nele você encontrará as palavras-chave que foram buscadas e retornaram como resultado o seu anúncio. Os termos que não forem interessantes para o seu negócio, podem ser acrescentados na lista das palavras negativas.

Como segmentar suas campanhas no Google Ads

Campanhas bem segmentadas têm maiores chances de atingir o público correto. Defina bem para quem seus anúncios deverão ser apresentados. Seguem as principais segmentações disponíveis:

Segmentação Geográfica

A segmentação geográfica é ideal para campanhas que ocorrerão localmente. Se você realizar algum evento em sua cidade, é a melhor opção a ser escolhida, já que você poderá configurar que os anúncios sejam mostrados apenas para pessoas dentro de determinada região.

Segmentação Demográfica

Esse tipo de segmentação é utilizado quando se deseja escolher um determinado tipo de público pela idade, sexo e até mesmo renda. Por exemplo, se você quiser excluir menores de 18 anos das suas campanhas, essa seria a opção.

Segmentação por interesse

Outra função do Google Ads é fazer a segmentação através do interesse do público. Se sua clínica oferece serviços de cirurgia plástica e dermatologia, você está procurando por dois públicos diferentes. Logo, será mais vantajoso criar dois grupos de anúncios e segmentá-los. O primeiro atingiria aqueles que buscam cirurgia plástica, e o segundo, para aqueles que querem serviços de dermatologia.

Segmentação por dispositivo

Nesse tipo de segmentação, você pode desenvolver designs diferenciados para seu anúncio, dependendo do dispositivo que ele será exibido. Em smartphones, pode ser interessante colocar um botão de ligue agora em seu anúncio, por exemplo.

Segmentação por contexto

Por último, a segmentação por contexto permite que você utilize a rede de display do Google, com seus sites integrados para que veiculem seu anúncio. Se você tem um banner para ser veiculado, pode escolher que ele apareça em sites e blogs jurídicos conceituados que estejam dentro da rede através do Google Adsense.

Como estruturar uma campanha no Google Ads

Após definir quais palavras-chave positivas e negativas serão utilizadas, e quais segmentações caberão em cada grupo de anúncios, é chegada a hora de estruturar toda a campanha em si. Algumas perguntas são necessárias nessa etapa:

Por quanto tempo a campanha ficará ativa no ar? Qual será orçamento utilizado? Será nacional ou regional?

As respostas servirão como base para a montagem dos grupos de anúncios e quanto será investido em cada um deles.

Use a rede de display

Explore todas as alternativas e vá além dos links patrocinados de textos. Use a ferramenta de banners, faça anúncios em vídeos e veja quais trarão os melhores resultados.

A rede de Display do Google é uma plataforma que liga os anúncios feitos no Google Ads com os sites e blogs parceiros do Google Adsense, incluindo o YouTube com a maioria dos canais que existem dentro dele. Com ela, é possível colocar seus anúncios em lugares relevantes, além da página de resultados do buscador.

Faça testes constantes

Depois das campanhas prontas, é hora de iniciá-las. Para saber quais soluções são mais eficazes, é necessário realizar testes. Testando as opções você consegue entender quais as melhores escolhas para suas campanhas e o que funciona e o que não funciona na hora de converter um visitante em cliente. Os principais tipos de testes são os testes multivariados e os testes A/B.

Os testes A/B servem para testar duas opções de um parâmetro único para descobrir qual delas é a mais efetiva. Um call to action, um botão na landing page, o formulário de cadastro e até mesmo textos do anúncio podem ser testados. Dessa forma, você terá ajuda nos processos de decisão e nos insights para as próximas campanhas, além do que te fará economizar dinheiro e otimizar o tempo, afinal, quanto mais cedo você descobrir que uma opção não funciona, menos tempo e dinheiro serão investidos nela. Além disso, você identifica as melhores opções através de usuários reais, que são as pessoas que realmente importam quando se cria um anúncio.

Parecidos com os testes A/B, os testes multivariados têm como principal diferença o fato de se testar mais de uma variável. Você pode testar duas opções de landing page por exemplo, levando em consideração todos os elementos que existem dentro delas. Isso ajuda a compreender o impacto em seu ambiente digital já que compara vários elementos a fim de produzir maior engajamento.

Como fazer testes?

Primeiramente, encontre uma ferramenta adequada para os testes e análises. Uma boa opção é o Google Optimize, que fornece relatórios gratuitos e que já são automatizados com as campanhas do Google Ads.

Em seguida defina quais serão as variáveis testadas. O teste será A/B ou multivariado? O que será analisado nesses testes? Será uma funcionalidade, o design, as informações? Após a realização dos testes é hora de analisar os resultados obtidos para tomar as decisões.

Medindo resultados dos testes

  • Recolha os números e demais dados dos testes realizados.
  • Dentro dos KPIs previamente definidos, eleja os vencedores dos testes.
  • Sempre que necessário, teste novas e até mesmo antigas funções para ter sempre o melhor resultado possível.

Defina a página de destino

É muito importante que o anúncio seja bem feito e destinado para as pessoas certas. Mas o que o cliente encontrará quando clicar nele?

É necessário criar uma boa landing page (página de destino) para que o cliente seja direcionado para lá. Se você está falando de algum serviço específico no anúncio, é interessante que ao clicar, o usuário já encontre uma página com a explicação detalhada e um botão ou links de contato para mais informações.

Defina seu CTA

Um bom CTA (Call To Action) é essencial e deve estar bem posicionado para que o cliente encontre facilmente. Através do CTA você consegue mensurar o número de pessoas que entraram através do anúncio versus a quantidade delas que entraram em contato contigo e se tornaram potenciais clientes.

Seu Call To Action precisa ser bem visível e claro, para que não haja dúvidas de que é ali que seus clientes conseguirão mais informações.

Otimize sua landing page

Garanta que ela seja responsiva, ou seja, que seja adaptável para todos os dispositivos móveis e que todas as informações carreguem de forma rápida e sem erros e que esteja otimizada com técnicas de SEO. Os usuários prezam pela rapidez, e a grande maioria desiste de entrar em sites que não carregam em poucos segundos.

Garanta o contato

É essencial que você se mostre presente e disponível para seus potenciais clientes. Tenha links para suas redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e não se esqueça de colocar telefone e email para contato. Parece uma coisa simples, mas muitos sites pecam pela falta de opções de contato, fazendo com que o usuário acabe procurando outro profissional. Faça com que o cliente saiba que consegue falar contigo a hora que precisar.

Defina landing pages para cada grupo de anúncios

Se você tem vários grupos de anúncios que abordam pessoas e temas diferentes, é interessante direcioná-los para landing pages diferentes também. Cada grupo criado precisa ter uma página de destino específica para a fim de otimizar resultados.

Produza bons conteúdos

Além de definir bem quais páginas irão ser apresentadas com os grupos de anúncios, faça com que sua landing page seja esteticamente bonita e que também possua um conteúdo coeso e de fácil entendimento sobre o tema. Lembre-se que a primeira impressão muitas vezes é a que fica, e esse será o primeiro contato do seu futuro cliente contigo.

Como mensurar seus resultados

Avalie o ROI (Return Over Investment)

O ROI (Return Over Investment) é um KPI que acompanha quanto dinheiro foi ganho em cima da campanha realizada, ou seja, o quanto o investimento feito nas campanhas foi benéfico.

Para conseguir calculá-lo, se faz a seguinte conta:

ROI = Receita/Custo

Com esse valor, você consegue acompanhar quanto foi ganho ou quanto se perdeu com cada anúncio realizado, conseguindo otimizar as campanhas para que dêem o melhor resultado possível.

Analise seu CPC (Custo por Clique)

Outro índice muito útil para análise é o CPC (Custo por Clique). Com ele é possível saber quanto cada clique custou dentro das campanhas.

Para isso, faz-se o cálculo:

CPC = Custo Total/Número de Cliques

Se o CPC estiver muito alto, é bem provável que a campanha não seja muito vantajosa e será necessário mudanças.

Como o Google Ads trabalha com a cobrança através de números de cliques, essa é uma das métricas mais utilizadas para obter o controle financeiro dos anúncios.

Estude seu CPL (Custo por Lead)

Outro KPI importante a ser analisado é quanto de fato foi gasto por cada lead gerado na campanha. O CPL (Custo por Lead) responde esta pergunta.

CPL = Custos Total/Total de leads gerados

Confira o índice de qualidade dos anúncios

O índice de qualidade mensura quão relevante é aquele anúncio para a pessoa que está acessando o buscador. Ele afeta diretamente o preço nos leilões da plataforma.

Se o Índice estiver alto, mesmo com lances de CPC menores, você conseguirá posições melhores. Atenção sempre a esse número e busque melhorá-lo sempre que possível.

Somos uma das maiores agências do Brasil especializada em marketing digital para médicos e criamos um assistente virtual que é otimizado para atrair clientes online e os ajuda a fazerem sozinhos agendamentos e pagamentos de consultas e ainda envia lembretes por email e sms para que você possa focar exclusivamente na parte mais importante de seu trabalho sem interrupções para cuidar das marcações. Se quiser conversar mais sobre marketing para médicos e clínicas agende aqui uma reunião com a telemedbrasil.

Receba gratuitamente nossos artigos

Após se cadastrar você poderá receber informações, notificações e eventualmente e-mails com nossos conteúdos e ofertas relevantes.

* Preenchimento Obrigatório
Whatsapp
1
Precisa de ajuda?
Oi, posso ajudar?